Notícia

Gabinete Civil

Gabinete Civil do Estado de Alagoas
Terça, 17 Outubro 2017 22:13
VIAGEM NO TEMPO

Chá de Memória desperta alagoanidade com crenças e mitos populares

Evento já está em sua 16ª edição e completa, em outubro, 1 ano de atividades

Governo de Alagoas vem, ao longo do Bicentenário, desenvolvendo atividades que reforçam a história e a cultura do Estado Governo de Alagoas vem, ao longo do Bicentenário, desenvolvendo atividades que reforçam a história e a cultura do Estado André Palmeira
Texto de Julianne Leão

Mais uma edição do Chá de Memória foi realizada na tarde de terça-feira (17). Desta vez, o tema foi “Mitos e Ethos Alagoanos- É de Vera ou brincadeira?”, fazendo um trocadilho com o nome da própria palestrante, Vera Lúcia Calheiros, ao mesmo tempo em que menciona uma expressão popular alagoana.

Professora, historiadora e antropóloga, Vera Lúcia Calheiros abordou, de forma dinâmica e envolvente, as crenças e os mitos do Estado, citando desde Calabar até o domínio holandês no Brasil.

Uma das participantes ilustres do evento foi Tânia Pedrosa, artista plástica alagoana. “Eu não vim prestigiar o evento, na verdade eu fui prestigiada com ele”, citou a visitante que, mesmo tendo acabado de voltar de viagem, disse que não poderia perder por nada o Chá de Memória.

Para a alagoana, a cultura de Alagoas deve ser valorizada e o Chá de Memória tem feito um  papel brilhante junto à sociedade. “Eu fiz questão de vir à palestra. O assunto é, sem dúvida, muito interessante e afeta a vida de todos os alagoanos. O tema me chamou muito a atenção, já que leio muito sobre os mitos e crenças de nosso Estado”, disse Pedrosa.


O secretário de Estado do Gabinete Civil, Fábio Farias, ressaltou a honra em poder promover o Chá de Memória junto ao Arquivo Público de Alagoas. “É com ações públicas desse tipo que apoiamos os alagoanos a aprofundar seu interesse pela história de seu próprio Estado para além de datas esporádicas, como o 16 de setembro, por exemplo. Alagoas tem muito mais a ser contada e merece ser apreciada”, disse Farias.

Para a diretora do Arquivo Público, Wilma Nóbrega, a palestra da professora Vera Calheiros contribuiu para o resgate e valorização do conjunto de costumes, ideias e crenças do povo alagoano. “É o nosso dever abrir as portas do Arquivo Público para a sociedade”, concluiu.

Próxima edição

O próximo Chá de Memória será realizado no dia 31 de outubro e trará o tema: “Escravidão e Sociabilidade”. O palestrante será Marcus Carvalho, professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O evento acontecerá junto ao VIII Encontro Internacional Escravidão e Mestiçagens, que é uma parceria do Governo de Alagoas com a Universidade Federal de Alagoas.