Notícia

Gabinete Civil

Gabinete Civil do Estado de Alagoas
Terça, 05 Novembro 2019 06:20
COMEMORAÇÃO

Secretário Fábio Farias destaca papel da Academia Alagoana de Letras em seu centenário

Ele representou o governador Renan Filho na solenidade, que contou com a presença do presidente da ABL e de várias personalidades

Secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, representou o governador Renan Filho na solenidade que marcou o centenário da Academia Alagoana de Letras Secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, representou o governador Renan Filho na solenidade que marcou o centenário da Academia Alagoana de Letras Neno Canuto
Texto de Wellington Santos

O secretário de Estado do Gabinete Civil, Fábio Farias, representou, na quarta-feira (30), o governador Renan Filho na solenidade que marcou o centenário da Academia Alagoana de Letras. O evento ocorreu no auditório do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), em Maceió, com a presença de imortais e de várias personalidades e autoridades da política alagoana, além de convidados especiais, como o presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Marco Lucchesi. O secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, também prestigiou a solenidade.

 

Com o auditório lotado, foram prestadas várias homenagens durante o evento. Os imortais da Academia Alagoana de Letras receberam medalhas comemorativas em alusão aos 100 anos da entidade. O presidente da ABL, Marco Lucchesi, e o empresário Luiz Antônio de Melo Jardim também foram homenageados com medalhas.

 

“Parabenizo, em nome do governo de Alagoas, a Academia Alagoana de Letras, seus acadêmicos, sócios e intelectuais, pelos relevantes serviços prestados à cultura, às letras e à sociedade em nosso Estado”, destacou Farias.   

 

O presidente da ABL, Marcos Lucchesi, discursou e falou sobre o primeiro século celebrado pela Academia Alagoana. “Estes 100 anos que completa a Academia Alagoana de Letras marcam a todos nós. As academias devem continuar fazendo o que nossos antepassados fizeram, para que o futuro seja afetuoso. Elas representam um processo de desenvolvimento dentro de uma civilização”, disse Lucchesi.

 

O atual presidente da Academia Alagoana de Letras, Alberto Rostand Lanverly, fez um discurso acalorado aos convidados e afirmou que “a Academia sempre será forte e pujante”. “Querer é poder, mas o verdadeiro poder é o saber”, disse o presidente.

 

Após as homenagens, o evento contou com uma apresentação musical da pianista Selma Britto, em parceria com a cantora lírica Elvira Rebelo, além da apresentação da garota Helena Paiva, de apenas 9 anos, que declamou versos do pai, o acadêmico Arnaldo Paiva, em homenagem aos 100 anos da Academia e foi a aplaudida de pé pela plateia presente.