Notícia

Gabinete Civil

Gabinete Civil do Estado de Alagoas
Sexta, 10 Julho 2020 18:19
BALANÇO TRIMESTRAL

Em 90 dias, Alagoas internou quase quatro mil pacientes da Covid-19 em leitos SUS

Balanço foi apresentado pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres

Alagoas internou quase 4 mil pacientes realizadas nos últimos três meses da pandemia Alagoas internou quase 4 mil pacientes realizadas nos últimos três meses da pandemia Marcel Vital
Texto de Nigel Santana

O Estado de Alagoas tem se notabilizado pela forma transparente como vem tratando o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Ainda em fevereiro, quando não existiam registros da doença em solo alagoano, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) já havia elaborado um Plano de Contingência e o colocado em prática para apresentar a população os serviços de saúde e a preparação do governo no combate à Covid-19.

Na noite de quarta-feira (8), o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, ao manter o compromisso de sempre agir com transparência, apresentou um balanço das ações da Sesau nos últimos 90 dias em que o Estado tem enfrentado à pandemia da Covid-19. Um breve histórico sobre a doença foi apresentado, além do balanço das receitas e despesas, custeio sobre Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), testagens da população, regulação dos leitos exclusivos e internamentos de quase quatro mil pessoas com a doença nos leitos de UTI e clínicos, foram as principais abordagens durante a live – transmitida ao vivo -, pelas redes sociais da Sesau (@saudealagoas) e pelo perfil do secretário (@alexandreayres).

“Em três meses, mantivemos toda a organização já existente na Sesau para fazer este enfrentamento à Covid-19. Os dados que estão sendo apresentados se referem aos meses de abril, maior e junho. Para se ter uma ideia, em 30 de março, a Sesau abriu o primeiro leito exclusivo para o tratamento de pessoas com a Covid-19. Em 90 dias, chegamos a 1.218 leitos. Nesta quarta, estávamos com 1.303 leitos. Ou seja, é uma clara demonstração de que o governo agiu corretamente e tem avanços na saúde pública”, avaliou o secretário Alexandre Ayres.

A proteção dos profissionais de saúde é levada a sério, sobretudo em um momento crítico por conta da facilidade de transmissão da doença. Neste período, segundo informou o secretário Alexandre Ayres, a Sesau nunca deixou de cumprir com as suas obrigações no repasse contínuo dos EPIs, com investimentos na ordem de R$ 6.560.453,77.

“Nos últimos três meses, a Sesau autorizou a distribuição de 39.035 unidades de álcool em gel e líquido; 1.389.104 máscaras descartáveis e PFF2, também em unidades; 4.514.350 luvas; touca e óculos de proteção foram 532.658; e aventais, macacões e sapatilhas foram 984.572. Em relação à distribuição total de insumos estratégicos por grupos de instituições, as unidades da Sesau receberam 6.227.286 de insumos; pré-Hospitalar e hospitalar e outras redes, 559.613; Segurança Pública, 364.054; e a Uncisal, 247.518”, elencou o secretário.

Testagem – Testar a população tem sido etapas recorrentes com o claro objetivo de medir o nível de propagação da Covid-19 na capital Maceió e nos municípios do interior do Estado. No último trimestre, foram realizados pelo Laboratório Central de Alagoas (Lacen-AL), 12.304 testes RT-PCR, que verifica a presença de material genético do vírus, confirmando que a pessoa se encontra com Covid-19.

Mais 340 testes RT-PCR estão sendo processados. O secretário também falou sobre os testes rápidos encaminhados para Alagoas pelo Ministério da Saúde, bem como, os adquiridos com recursos do próprio estado. Dos 107.420 testes, 107.220 foram enviados para os 102 municípios alagoanos. “Os resultados encontrados em nosso boletim epidemiológico diário são fruto do empenho das equipes que trabalham 24h no Lacen, somados aos testes rápidos disponíveis nas quatro Centrais de Triagem”, destaca o secretário.

Em relação aos medicamentos, quase 400 mil deles foram utilizados nesses últimos 90 dias no enfrentamento à pandemia em Alagoas. Ao tratar da distribuição de cloroquina e hidroxocloroquina, o secretário Alexandre Ayres fez questão de ressaltar que o Governo de Alagoas segue com o protocolo de responsabilidade para o uso destes medicamentos no tratamento de pacientes com a Covid-19.

Medicamento – Segundo dados da Sesau, já foram distribuídos para as unidades de saúde Enoxaparina, 112.361; Azitromicina, 100.000; Oseltamivir, 51.110; Piperacilina-T, 29.655; Ceftriaxona, 27.200; Dexametasona, 26.935; Prednisona, 25.800; Cefepime, 11.500; Heparina, 9.995; Metilprednisolona, 3.354; Claritromicina, 1.840; Cloroquina, 35.000; e Hidroxicloroquina, 15.000. Especificamente, as centrais de Triagem de Maceió e Arapiraca já receberam mais de 100 mil dipironas; mais de 30 mil azitromicinas; e mais de 50 mil paracetamol.

As Centrais de Triagens do Ginásio do Sesi, no Trapiche, do Benedito Bentes e de Arapiraca, juntas, atenderam 38.836 pessoas com suspeitas da Covid-19. Foram 30.181 testes realizados nos últimos três meses. Nas unidades Trapiche, 3.615 pessoas testaram positivo e 12.772, negativo; na Central Benedito Bentes, 3.098 pessoas testaram positivo para Covid-19 e 6.588 deram negativo; e em Arapiraca, 1.278 testaram positivo e 2.792, negativo.

Os leitos exclusivos para tratar pacientes infectados pela Covid-19 chegaram, até o dia 30 de junho, a 1.218, sendo 252 de UTI, 915 leitos clínicos e 51 leitos intermediários localizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS). Atualmente, são 1.303 leitos.

O Governo de Alagoas tem leitos habilitados para o tratamento com a Covid-19 em Maceió, 782 leitos; Arapiraca, 165 leitos; Campo Alegre, 60 leitos; Coruripe, 45 leitos; Penedo, 28 leitos; Girau do Ponciano, 26 leitos; Palmeira dos Índios, 25 leitos; Santana do Ipanema, 25 leitos; São Miguel dos Campos, 24 leitos; Rio Largo, 20 leitos; Delmiro Gouveia, 08 leitos em UPA; Maragogi, 04 leitos em UPA; Marechal Deodoro, 03 leitos em UPA; e Viçosa, 03 leitos em UPA.

Ao repassar informações sobre a regulação por unidades hospitalares durante os últimos três meses, o secretário Alexandre Ayres demonstrou que a Central de Regulação da Sesau vem agindo com muita competência e cuidados com a saúde dos pacientes.
Em 19 unidades ocorreram 3.978 regulações: Hospital da Mulher, 741; Hospital Metropolitano, 482; Hospital Veredas, 421; HE do Agreste, 322; Hospital Djacy Barbosa, 303; Santa Casa Maceió, 272; Hospital Humanité, 216; Hospital Sanatório, 195; Hospital de Campanha Dr. Celso Tavares, 195; Santa Casa São Miguel dos Campos, 153; Hospital Carvalho Beltrão, em Coruripe, 123; Hospital Universitário, 121; Hospital Médico Cirúrgico, 118; Hospital Regional, em Arapiraca, 52; Hospital Santa Rita, em Palmeira dos Índios, 52; Hospital de Campanha Dr. José Fernandes, em Arapiraca, 51; Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema, 50; Polo de Atendimento Regional da Covid-19, Campo Alegre – 45; Hospital Vida, 31; Santa Casa Penedo, 18; Hospital Municipal de Campanha, Girau do Ponciano, 10; e Hospital Hélvio Auto, 07.

O atendimento exclusivo para pacientes com a Covid-19 na rede hospitalar gerida pela Secretaria de Estado da Saúde aponta para resultados considerados expressivos que contribuem diretamente para a pronta recuperação de quem esteve internado. Em três meses, ocorreram 2.177 altas hospitalares, sendo 1.786 em leitos clínicos e 391 altas de pessoas que estavam em leitos de Unidade de Terapia Intensiva.

Em relação às altas hospitalares em leitos clínicos, foram 242 nos Hospital Metropolitano; 226 no Hospital da Mulher; 161 no Hospital Veredas; 140 no Hospital Humanité; 134 no Hospital Carvalho Beltrão; 134 na HE do Agreste; 118 na Santa Casa de Maceió; 102 no Hospital de Campanha Dr. Celso Tavares; 88 no Hospital Sanatório; 85 no Hospital Djacy Barbosa; 76 na Santa Casa de São Miguel dos Campos; 76 no Hospital Médico Cirúrgico; 41 no Hospital Hélvio Auto; 32 altas no Hospital Municipal de Campanha de Girau do Ponciano; 28 no Hospital de Campanha Dr. José Fernandes, em Arapiraca; 27 no Hospital Universitário; 25 no Hospital Santa Rita, em Palmeira dos Índios; 21 no Polo de Atendimento Regional da Covid-19, em Campo Alegre; 15 no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; 14 no Hospital Regional em Arapiraca; e 01 alta na Santa Casa de Penedo.
Quanto às altas hospitalares em leitos de UTI, foram 118 no Hospital Veredas; 61 no Hospital da Mulher; 52 no Hospital Carvalho Beltrão, em Coruripe; 27 no Hospital Vida; 25 na Santa Casa de São Miguel dos Campos; 22 no Hospital Djacy Barbosa; 20 Hospital Universitário; 17 no Hospital Metropolitano; 14 no Hospital Sanatório; 13 no HE do Agreste; 09 no Hospital Santa Rita, em Palmeira dos Índios; 05 no Hospital Hélvio Auto; 05 na Santa Casa de Maceió; 02 no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; e 01 na Santa Casa de Penedo.